Hoje em dia já ninguém lá vai, aquilo está cheio de gente

Artigos da categoria “Livros

Sabe

Publicado em 23/09/2020

Sabe que desde muito cedo a sua vida foi anormal. Mas agora o tempo cobriu muito, do mesmo modo que as folhas caem e tapam um pedaço de terra até acabarem por se misturar com o solo. As coisas que lhe aconteceram estão enterradas no seu corpo. Tenta ser boa pessoa. Mas, no mais fundo de si, sabe que é má, corrupta, falsa, e todos os seus esforços para ser recta, para ter as opiniões correctas, para dizer as coisas certas, só disfarçam o que tem enterrado dentro de si, o seu lado maléfico.

—Sally Rooney, Pessoas Normais

Antes Disso

Publicado em 18/08/2020

— Ela dizia que queria descansar no meu ombro e ser leve como um pássaro. Achei que era poético. E excelente, caramba, mesmo do que um tipo precisa. Nunca gramei pegajosas.
O homem fez uma pausa. Paul ficava sempre feliz por fornecer a deixa.
— Mas não resultou?
— Dois problemas. — O tipo inspirou e depois soprou o fumo no ar perfumado. — Número um, os pássaros batem a asa, não batem? É da natureza dos pássaros, não é? E número dois, antes disso cagam-nos sempre no ombro.

—Julian Barnes, A Única História

Garbage In, Garbage Out

Publicado em 26/06/2020

There’s an economic theory out there that if you take the incomes of your five closest friends and average them, the resulting number will be pretty close to your own income.
I think the same thing is true of our idea incomes. You’re only going to be as good as the stuff you surround yourself with.
—Austin Kleon, Steal Like An Artist, 2012

Vitsoe

Estantes Vitsoe com design de Dieter Rams.


O título, apesar de aparentemente ser uma frase da mãe do autor do livro, é também um axioma atribuído a Wilf Hey, que vem dos primórdios da computação. É válido para a vida, a mediocridade gera mediocridade, que gera mais mediocridade. Stuff, são os tais cinco amigos próximos, confirmado pelo autor um pouco mais à frente — “You’re only going to be as good as the people you surround yourself with”. Infelizmente não habito exactamente num país pródigo na partilha de técnicas, fórmulas, receitas, truques e conhecimento, ou do que quer que seja. O único problema de estar sozinho é a lentidão, bem acompanhado tudo é muitíssimo mais rápido. Sozinho, stuff são realmente coisas e sempre mais fáceis de escolher que as pessoas. E as coisas bonitas custam a maior parte das vezes o mesmo que as coisas feias.