Hoje em dia já ninguém lá vai, aquilo está cheio de gente

Artigos da categoria “Livros

Suplente

Publicado em 10/01/2023

Spare

Imagem SkyNews.

É indiferente fazer publicidade a este lixo, parece que é o “fastest-selling non-fiction book ever, recording figures of 400,000 copies so far” (SkyNews) — podemos questionar essa designação “non-fiction” —, mas o que me chama a atenção é que um livro que irá vender milhões de cópias, logo no primeiro dia já tem um autocolante a dizer que vai por “metade do preço” (o que também pode ser observado na Amazon). A sociedade em que vivemos é tão falsa em todos os seus detalhes, que não só gera um livro destes, como se a editora o quer vender por £14, diz que custa £28 e faz 50% de desconto. Consta que este indivíduo na sua senda em busca de privacidade já terá embolsado mais de 100 milhões de euros, enquanto vai vilipendiando e expondo a vida privada de tudo e de todos. Para roda suplente está a andar bem.

Uma Lista de Livros Favoritos de Joan Didion

Publicado em 09/01/2023

Joan Didion

Imagem The New Yorker.

If you want to write better, read everything and anything.

  • A Farewell to Arms de Ernest Hemingway
  • Victory de Joseph Conrad
  • Guerrillas de V.S. Naipaul
  • Down and Out in Paris and London de George Orwell
  • Wonderland de Joyce Carol Oates
  • Wuthering Heights de Emily Brontë
  • The Good Soldier de Ford Madox Ford
  • One Hundred Years of Solitude de Gabriel Garcia Márquez
  • Crime and Punishment de Fyodor Dostoyevsky
  • Appointment in Samarra de John O’Hara
  • The Executioner’s Song de Norman Mailer
  • Washington Square, Portrait of a Lady, The Bostonians, Wings of the Dove, The Ambassadors, The Golden Bowl, Daisy Miller, The Aspern Papers, The Turn of the Screw de +Henry James
  • Speedboat de Renata Adler
  • Go Tell It on the Mountain de James Baldwin
  • Notes of a Native Son de James Baldwin
  • The Berlin Stories de Christopher Isherwood
  • Collected Poems de Robert Lowell
  • Collected Poems de W.H. Auden
  • The Collected Poems de Wallace Stevens

Via Flashback.

Acreditasse

Publicado em 12/11/2022

Foi Jung quem formulou o conceito de persona: a máscara que “fingia individualidade”. A adopção de uma máscara assim, segundo Jung, permitia que cada um de nós — e aqueles à nossa volta — acreditasse que éramos autênticos.

—Jordan Peterson, Mapas do Sentido, Lua de Papel 2019 (1999)

Capote

Publicado em 11/11/2022

Estava a uar um capote de lã, de 1890 ou algo assim, que tinha comprado em Portugal, e umas botas de couro de cano alto. O psicólogo que me acompanhava desapareceu inesperadamente, deixando-me sozinho. Não tardei a ver-me rodeado por homens desconhecidos, alguns dos quais extremamente grandes e com ar de poucos amigos.

—Jordan Peterson, Mapas do Sentido, Lua de Papel 2019 (1999)

Nem Sequer

Publicado em 09/11/2022

Em traços gerais, Orwell dizia que, na verdade, os socialistas nem sequer gostavam dos pobres. Apenas detestavam os ricos. Entendi de imediato a sua ideia. A ideologia socialista servia para camuflar ressentimento e ódio, instilados pelo fracasso. Muitos dos activistas partidários que eu tinha encontrado usavam os ideais de justiça social para racionalizar o seu desejo de vingança pessoal.

—Jordan Peterson, Mapas do Sentido, Lua de Papel 2019 (1999)